quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Workshop de Aquarela com Fábio Cembranelli



No mês de novembro/2011, participei de uma demonstração e workshop de aquarela ministrada por Fábio Cembranelli.

Acho muito lindos os trabalhos dele e resolvi experimentar a técnica. Afinal, pensei, é uma bela arte.

Valeu a experiência, mas, no final, concluí que amo o OST (óleo sobre tela).

Aquarela concluída por Fábio Cembranelli..


Acompanhando o passo-a-passo.
 

Acompanhando o passo-a-passo.


Terminada.

Outra aquarela concluída por Fábio Cembranelli.


E agora, a terceira:
Aquarela concluída por Fábio Cembranelli.

Workshop.

Workshop.

Material recebido. Mas, a minha aquarela, vou ficar devendo.
 Não gostei do resultado.


Quem gostar de aquarela e estiver afim de ir pintar na Europa, acesse o site do Cembranelli. Ele estará ministrando cursos de pintura na Espanha, Itália e Alemanha, em 2012. As vagas são limitadas.





Prá aproveitar que estava no Bairro da Liberdade e não poderia acabar em pizza...



Amei e com certeza, voltarei.
Fui experimentar o Restaurante Banri. Comida Oriental. Banri é uma alusão à muralha da China.

http://www.banri.com.br/

Este restaurante está há mais de trinta anos com a mesma família. Passou por reforma e hoje conta com mercearia também.
Tive o prazer de almoçar ao lado dos proprietários e após ser elogiada pela minha  habilidade em comer com o hashi, conversamos sobre o restaurante, o cardápio, etc, fiz meu protesto.


Lá eles utilizam uma toalhinha americana feita de papel com vários nomes e suas respectivas grafias em  Mandarim.
Protestei pois não havia meu nome na toalhinha.
Então a Sra. X (achei melhor não divulgar seu nome) gentilmente escreveu no guardanapo:



















it made my day!!
rsrsrsrsrs

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Belas Hortênsias da Ilha da Madeira

O mais recente trabalho realizado sob a orientação do Douglas Frasquetti. Estaremos de férias até fevereiro, aí então, novas produções virão. Aguardem (eu já estou ansiosa pelo retorno).


Belas Hortênsias - OST - 40x40

 
As hortênsias têm um significado muito  forte prá mim. Minha mãe falava que na Ilha da Madeira elas chamavam-se "Noveleiros". Se minha mãe estivesse ainda entre nós, com certeza, esta seria para ela.
Mas, acredito que de onde ela estiver, estará apreciando minha tela.

Um dia ainda verei ao vivo, os "noveleiros" da terra de minha mãe.

Um Natal com muita Luz e Paz para todos!

E que venha 2012, com muitas surpresas agradáveis e grandes realizações para todos nós!

Um abraço,
Silvana


 














Casa típica de Santana rodeada pelos noveleiros. Ilha da Madeira - Portugal.



"Nos Açores é considerada invasora e perigosa para a flora nativa. Nas montanhas podem-se observar de longe como que "muros" coloridos de hortênsias, o que impressiona os turistas pelo efeito. No sul do Brasil, estado do Rio Grande do Sul, existe uma região denominada "Região das Hortênsias", caracterizada pelo ajardinamento de casas e rodovias com esta espécie. Gramado, cidade mais representativa desta região turística, tem a hortênsia como sua flor símbolo. Em função da altitude e do clima ameno, a hortênsia está extremamente difundida em Campos do Jordão."
Fonte: Wikipédia






quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Copos de leite no cesto - OST - 80x120

Copos de leite no cesto. Especialmente para a Adriana Bueno.

Uma releitura de Ludmila Araújo, feita sob a orientação da minha professora Irene Meneghini.

Linda, não?

Esta, foi concluída em nov/2011. Em breve, publicarei mais trabalhos.

Bye, bye.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Pintando com Douglas Frasquetti II

"Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que o seu caminho é o único. Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia..."
(Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei) by Paulo Coelho



Minha tela sob orientação do Douglas. Intitulei: Caminho




Caminho - OST - 60x80 (2011)



sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Exposição Carlos Scliar, da reflexão à criação

Serigrafia - 1968

Quem puder, visite a exposição. Começou em 09 de novembro de 2011 e continua até 08 de janeiro de 2012. Na Caixa Cultural, Avenida Paulista,  2083 - pertinho da estação Consolação do Metrô.

O trabalho acima, é um dos expostos.

A mostra sintetiza as obras de Carlos Scliar (1920-2001) que evidenciam o seu engajamento político e social, desde as primeiras gravuras dos anos 1940 (A), passando pelos Cadernos de Guerra(B), pelas gravuras gaúchas dos anos de 1950(C), pelos telhados de Ouro Preto(D), pelas serigrafias e litografias(E) realizadas ao longo de mais de três decadas, pela série "Território Ocupado" até o impressionante álbum sobre o descobrimento do Brasil, obra final e definitiva. Fonte: (Caixa Econômica Federal)

Selecionei aqui, para cada uma das fases citadas acima,  pelo menos uma obra dentre as que mais gostei de ver. 

Vale a pena ver ao vivo! Eles contam com visitas monitoradas, o que torna ainda mais prazeroso visitar e conhecer a obra de Scliar.


Gravuras (A)


Cadernos de Guerra (B)





Gravuras Gaúchas (C)




Telhados de Ouro Preto - (D)





Maiores informações no site: www.caixa.gov.br/caixacultural

Obras de arte à venda

O Escritório de Assessoria em Arte
Dario de Barros Filho
Para quem coleciona e gosta de artes plásticas
Dezembro/2011

tem a honra de convidar para a exposição de fim de ano, com destaque para pintores de renome nacional e internacional. De 28/11/2011 a 27/12/2011 das 12:30 às 19:30, no Corredor das Artes (junto à Livraria Cultura).
Av. Paulista, 2073 - Edifício Conjunto Nacional.



Pude presenciar que o acervo conta com obras lindíssimas, em variados tamanhos e preços.
Como diz no encarte, os valores podem ser parcelados. Fica a dica para quem gosta de artes.

Não fotografei as obras em detalhes, mas, tirei uma foto ao lado de obras muito bonitas. 




Hasta la vista!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A arte de Silvio Alvarez

Olá, quero compartilhar com vocês a arte de Silvio Alvarez: http://silvioalvarez.blogspot.com/
Um dia desses, assistindo a um canal da TV aberta, ouvi a chamada sobre um artista que usa o que nós jogamos fora. Opa, isso me interessa! pensei.

Mora em Joanópolis a 100 Km de S.P. Autodidata, faz colagem desde 1989. Com bom humor, Alvarez retrata o cotidiano das grandes cidades e a relação do Homem com o meio ambiente, com as grandes cidades e com ele próprio. A principal matéria-prima de seu trabalho, ainda mais importante do que o papel, é a paciência. Silvio recorta, uma a uma, imagens de revistas ou de folhetos publicitários para compor um mundo próprio, mágico e surreal. E ainda, o que sobra vai para reciclagem...

Fez exposição no Metrô de São Paulo e no SESC Ipiranga. Expôs também no Carrossel do Louvre. Uma feira muito importante no circuito de artes mundial .

O painel “A Árvore” – colagem sobre MDF – tem 250 x 350 cm é a sua maior obra e hoje compõe o acervo do Museu Aberto da Sustentabilidade, da Praça Victor Civita, em São Paulo:




Para realizar este trabalho, passou dias na Editora Abril.

"Levei a textura amarela já pronta e, na área de convivência do prédio da editora, na Avenida Nações Unidas, com toda a estrutura necessária, completei o trabalho contando com a participação dos funcionários. Permaneci no local de segunda a sexta-feira, das 7 da manhã às 21 horas, mais ou menos. Reservei o sábado apenas para o acabamento. " Silvio Alvarez



Trabalho exposto no SESC Ipiranga, realizado com adolescentes da comunidade de Heliópolis - 2008
Um painel de 5 metros represetnando o Mapa-Mundi.

Fez trabalhos como: Oficina para jovens do Instituto Reciclar do Jaguaré-SP, Oficina para alunos do curso de pós-graduação em Arteterapia da UNIP, Oficina para internos da Penitenciária de Viana-ES e muuuuitos outros.

"Em minhas oficinas fica sempre muito claro que, seja para crianças e jovens, em situação de risco ou não, para o público da terceira idade, para catadores de recicláveis ou para internos do regime prisional, a colagem aproxima as pessoas do poder transformador da Arte." Silvio Alvarez

Gostei muito da obra "Nem tudo acaba em pizza" que eu na tv, mas, não localizei no site.

É como se fosse uma releitura de "Abapuru" na tampa de uma caixa de pizza. Ficou linda!
Outra que gostei também foi uma colagem para uma amiga com 18 gatos na tampa de uma caixa de pizza.

Um homem de "colagem" como diria o Cebolinha.




Fonte: site do artista: http://silvioalvarez.blogspot.com/

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Linda Huber - NY (Graphite Pencil Artist) A DAMA DO LÁPIS!


Gente, vejam só o realismo dessa arte!
Faz 40 anos que a  Linda desenha com grafite.

Selecionei algumas figuras, mas, tem muito mais no site: http://www.midtel.net/~imaginee/index.html

Obs.: o valor dos trabalhos é a partir de US$ 300,00.

Primeiramente, a pessoa envia um e-mail com a foto do que desejar que ela desenhe e então ela retorna com o orçamento e o prazo de entrega.

rosa

Parece ser simples, basta papel e lápis, mas, para obter esse
realismo ela usa papel de boa qualidade, diversos tipos de lápis, muuuuuuuita paciência e uma técnica impressionante, desenvolvida por ela mesma.


 
Marilyn Monroe

Johnny Depp


















e para finalizar minha postagem de hoje:


'... ♫Imagine all the people ♪ living life in peace..."

 
John Lennon


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Pintando com Douglas Frasquetti

Com esta composição de Cartola (Angenor de Oliveira  1908-1980),  inauguro a seção "Pintando com Douglas Frasquetti".

Quero publicar aqui, uma nova fase em minha vida, me aprimorando mais na arte de pintar flores, especialmente rosas. Publico então, meu primeiro trabalho feito sob a orientação dele.

AS ROSAS NÃO FALAM
Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão,
Enfim
Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim
Queixo-me às rosas,
Mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai
Devias vir
Para ver os meus olhos tristonhos
E, quem sabe, sonhavas meus sonhos
Por fim

outubro/2011

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Bent Objects by Terry Border. É no mínimo, interessante!

Este artista esteve no Brasil em agosto de 2010 para trabalhar numa campanha de uma empresa de telefonia.
Abaixo alguns dos trabalhos que mais gostei e no final, o que ele criou justamente após sua visita ao nosso país.

Quem gostou, bate palmas!!!! quer dizer, quem gostou, visite o blog dele:

http://bentobjects.blogspot.com/

Valeu Terry! Gostei muito.

bent objects = objetos dobrados



Dancing Queens. (Posted Dec 6th, 2010)
Dá até vontade de dançar lembrando da música do ABBA.

Na vida, tudo passa. Até a uva  passa!
 
Frida, ele ousou. Hein?

New friends, I want.  (Posted Jan 14th ,2011)

Miss Kiwi´s Brazilian. (Posted Aug 17th, 2010)
"The idea for this image came to me as I was in Brazil last week. I even asked a couple of friends down there about their thoughts on it, and from what I understand Brazilians don't exactly enjoy being thought of when this subject comes up ( I was even told that their country isn't responsible for it's origins), but that if I created it, it would be enjoyed in that part of the world. So let's see, shall we?"

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Ziraldo. Precisa falar alguma coisa sobre ele?

Uma (ou mais) imagens valem mais do que 1000 palavras.

Parabéns Ziraldo! 79 ANOS

 

Ziraldo Alves Pinto (Caratinga, 24 de outrubro de 1932) é um cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista e jornalista brasileiro. É o criador de personagens famosos, como o Menino Maluquinho, e, atualmente, um dos mais conhecidos e aclamados escritores infantis do Brasil.

mary blair


Linda! 1911-1978



O Google, em sua página principal, homenageou a animadora Mary Blair no dia 21 de outubro com um doodle especial.
Mary Robinson Blair frequentou a escola de arte em Los Angeles e inovou a arte de fazer desenhos. Durante a década de 30, Mary pintou aquarelas com temas regionais e trabalhou no Walt Disney Company. Seu talento fez parte da arte conceitual de filmes como Peter Pan, Cinderella e Alice no País das Maravilhas.
Ela também fez murais para Disney World e Disneyland, como um enorme mosaico na Disney Contemporary Resort.
Depois da Segunda Guerra Mundial, ela e Lee Blair, seu marido, foram para Nova York, onde Mary criou negócios de arte que fizeram muito sucesso, fez ilustrações de livros infantis, capas de revistas e cenários teatrais. Mary Blair foi homenageada, em 1991, como uma lenda da Disney. Seu trabalho fora da Disney é pouco conhecido, porém muito admirado e copiado por designers, ilustradores e animadores.
A artista morreu em 26 de julho de 1978, de hemorragia cerebral.
Fonte: http://www.noticiasbr.com.br/

Vamos ver um pouquinho de sua arte a seguir:



South American Goodwill Tour



Tem muito mais no magicofmaryblair.com